Quatro anos de blogue

Não, não é este blogue. É o Confessions of a Supply Side Liberal, um dos melhores blogues sobre macroeconomia que por aí andam – e que todos deviam mesmo, mesmo, mesmo ler. Sobretudo se tiverem alguma fixação mórbida por política monetária e não se importarem de desviar alguns minutos do vosso tempo de vida a pensar sobre coisas tão fecundas como taxas de juro negativas ou as implicações da Regra de Taylor.

Mas hoje é diferente. No quarto aniversário do blogue, o autor escreveu um meta-post  acerca do ofício.

Sometimes blogging has been hard work. I have enmeshed myself in a motivational web that makes it easy to do that hard work despite the sacrifice that sometimes represents.  But blogging is also a lot of fun, and definitely rewarding on many levels. I even feel blogging has made me smarter than I otherwise would have been, because of all of the extra thinking it has led me to do. If you have had a fraction as much fun reading my blog as I have had writing it, I have been successful.

Por que razão estou a citar o post? Em primeiro lugar, porque li, gostei e revi-me no texto. De facto, esta tem sido a minha experiência com a blogosfera: alimentar o blogue pode ser muito trabalhoso, mas no final é, por norma, recompensador. Uma coisa engraçada: o simples facto de ter de escrever sobre um assunto obriga-me a tornar mais claro para mim próprio aquilo que estou a tentar comunicar ao leitor. E não raras vezes concluo que: a) o que tenho para dizer não é especialmente relevante; b) nem sequer consigo explicar muito bem aquilo que quero dizer. E nos casos b) isso normalmente significa pus o carro à frente dos bois e comecei a escrever sobre um tema que domino muito pior do que aquilo que julgava.

E esta é a regra mais importante da blogosfera: divirtam-se com a coisa. A sério, ninguém vos vai pagar por isto; e se estão à esperar de gerar cliques pagos a escrever sobre economia, esqueçam. Se a motivação for pecuniária, é mais provável acumularem frustração do que dinheiro*.

Em segundo lugar, porque notei – e isto foi mesmo uma coincidência – que este blogue também fez quatro anos por estes dias. Não sou muito de escrever sobre efemérides (muito menos sobre uma deste género), mas linkar um post de que gostei – e fazer a referência en passant – já é outra história. Fica feita a referência.

De resto, espero que continuem todos a passar por aqui. Por muito que as caixas de comentários se cinjam a um diálogo entre mim e o Miguel Madeira, o WordPress jura a pés juntos que o blogue tem mais do que um leitor.

* Qualificação importante: sei bem que há bloggers a viver disto, mas acreditem que não escrevem sobre o PIB ou taxas de juro.

 

Anúncios

13 comments on “Quatro anos de blogue

  1. jvgama diz:

    «o WordPress jura a pés juntos que o blogue tem mais do que um leitor.»

    Pelo menos mais um tem de certeza. Não há post que me escape.

    Gostar

  2. Miguel Oliveira diz:

    Parabéns! Já agora, em plena sintonia com jvgama.

    Gostar

  3. Joao diz:

    E outro. Parabens, para mim e de longe o melhor blogue de economia em Portugal.

    Gostar

  4. António Ferreira diz:

    E mais um leitor atento. É imprescindível para situar, avaliar e informar um debate realista sobre a economia como conceito, prática e opinião.

    Os meus parabéns.

    António Ferreira (compositor/ eng. Acustico)

    Gostar

  5. cardohm diz:

    Claramente mais do que um leitor. Parabéns.

    Gostar

  6. André Gouveia diz:

    Faço eco das outras mensagens: parabéns. Posts de muita qualidade e objetivos. Respeito sempre um autor que, depois de ler vários comentários, não se distingue uma cor política / ideológica. Que continue por muitos e bons anos.

    Gostar

  7. cristof9 diz:

    Para que haja mais visitas não se pode ter uma irregularidade grande. Como presumo que escreve por gosto, meta mais um ou dois parceiros, que a regularidade torna-se a regra, mantendo o seu gosto de escrever só quando tem algo para dizer.

    Gostar

  8. Manuel50 diz:

    Não está certamente sozinho.

    A minha formação académica é de Economia, a minha prática e experiência profissional são na área da gestão e sector financeiro.
    Marxista na juventude e keynesiano na idade adulta, tornei-me um gradualista que se habituou a recorrer às observações empíricas e a apreciar as soluções mistas, longe de dogmatismos e de certezas definitivas.

    Criei a rotina de todos os dias visitar o seu blog.
    Sempre que coloca um post aprendo e questiono-me. É o melhor elogio que encontro para o seu trabalho. Obrigado.

    ManuelFL

    Gostar

  9. Leo diz:

    Tem mais que um leitor
    Mas como leio no trabalho, e o meu teclado nao tem acentos, nao gusto de escrever ahaha 🙂

    Gostar

  10. André Pinheiro diz:

    +1 aqui! Comento apenas para lhe dar os parabéns.
    Sou de engenharia e posso quase dizer que o pouco que sei sobre economia foi aprendido através deste blog.

    É raro encontrar conteúdo como o que faz: com espírito crítico, racional e citando as fontes, o que contrasta fortemente com o restante debate nacional, baseado quase só em falácias e ideologia.

    um abraço!

    Gostar

  11. Mais um! Obrigado por manter aquele que é o melhor blogue de economia em Portugal – sobretudo porque se afasta da politiquice e é sempre neutro na forma como aborda os assuntos. Muito pedagogico.

    Gostar

  12. Tiro ao Alvo diz:

    Atrasado, registe mais um que, quando se lembra, vem aqui e lê tudo. Com gosto.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s